Bichos no metrô

Em 1998, voltando do trabalho, o ilustrador Paul Middlewick estava esperando o metrô em Londres quando identificou as formas de um elefante no mapa das linhas. A partir daí, foi achando mais e mais animais ligando as linhas, estações e junções do bastante respeitável metrô londrino. A brincadeira se transformou num negócio, e Middlewick licenciou os desenhos para vários produtos, vendidos no site Animals on the Underground (aqui) e utilizados em campanhas institucionais da prefeitura. Acima, alguns exemplos.

Tentei identificar rapidamente algum bicho no paupérrimo metrô de São Paulo. O máximo que consegui (tudo bem que só gastei uns 5 minutos) foi algo parecido com uma cabeça de alce na parede – o que, em se tratando de um bicho morto, não deixa de ser meio deprimente. Além de ser muito mais ou menos, é, devo dizer, um desenho meio roubado, já que usei as linhas  ainda em construção e as de trem de superfície da região metropolitana. Não fosse assim, o metrô paulista renderia no máximo um louva-a-deus conceitual. E olhe lá.

16 Replies to “Bichos no metrô”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.