Sangue, sensacionalismo e mulheres complexas

Outra boa de capas imaginárias. Um estudante de design gráfico, Philip Belger, bolou quatro delas para livros cujas narrativas renderiam  manchetes de tabloides sensacionalistas. Sexo, adultério, intriga, morte e… mulheres algo complicadas, vamos dizer assim: Emma Bovary, de Madame Bovary, de Gustave Flaubert; Edna Pontellier, de O Despertar, de Kate Chopin; a condessa Ellen Olenska, de A Era da Inocência, de Edith Wharton; e, finalmente, Anna Karenina, do romance homônimo de Leon Tolstoi.

Achei essas também no sempre bom Caustic Cover Critic.

6 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.