Livros reais, filmes imaginários

http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=11096344&server=vimeo.com&show_title=0&show_byline=0&show_portrait=0&color=&fullscreen=1&autoplay=0&loop=0xhttp://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=17288808&server=vimeo.com&show_title=0&show_byline=0&show_portrait=0&color=&fullscreen=1&autoplay=0&loop=0
http://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=4829320&server=vimeo.com&show_title=0&show_byline=0&show_portrait=0&color=&fullscreen=1&autoplay=0&loop=0xhttp://vimeo.com/moogaloop.swf?clip_id=23666774&server=vimeo.com&show_title=0&show_byline=0&show_portrait=0&color=&fullscreen=1&autoplay=0&loop=0

Frequentemente, estudantes de design mundo afora têm como tarefa criar aberturas de filmes fictícios, mas todas baseados em livros que ainda não ganharam uma adaptação cinematográfica. Vale usar vinhetas de estúdios de verdade e nomes de diretores, roteiristas, compositores e atores de ponta nos opening titles — não custa nada, certo? Uma pesquisa rápida no Vimeo, um dos sites em que esses trabalhos escolares costumam ser publicados, mostram alguns autores e livros favoritos da rapaziada: O Apanhador no Campo de Centeio, de J. D. Salinger; Extremamente Alto & Incrivelmente Perto, de Jonathan Safran Foer; A Metamorfose, de Franz Kafka; e House of Leaves, de Mark Z. Danielewski. Apresento um exemplo de cada um deste acima, mas tem muito mais, obras e escritores. Adiante, reproduzo outras aqui.

27 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.