Ford Madox Ford e o teste da página 99

O escritor inglês Ford Madox Ford dizia que a página 99 era capaz de revelar a qualidade de um romance como um todo. Quem quisesse comprar um livro, que fosse lá, antes de tudo. Um chiste, claro, mas que considerava a evidência de que, na página 1, um escritor deposita todas as suas fichas para ganhar a atenção do leitor — exemplos disso é o que não faltam. Na 99, e levando-se em conta romances mais volumosos, o autor terá de já ter estabelecido o ritmo narrativo, desenvolvido os personagens, começado a encaminhar (supostamente) a trama para algum lugar, mas distante ainda de qualquer desfecho.

Daí que, no ano passado, os americanos Lance Jones, Steven Luke e Joanna Wiebe lançaram o site page99test.com, uma espécie de clube literário em que são apresentadas várias 99 (em inglês), e o internauta é convidado a 1) dizer se continuaria lendo 2) comentar as razões da sua decisão 3) avaliar as possibilidade de comprar o livro por causa da bendita página.

Ok, chistes e jogos. E bem, para ser justo, fui lá conferir a página 99 de O Bom Soldado, de Madox Ford, na edição da Cosac Naify (tradução de José Rubens Siqueira). Para lê-la, clique na imagem acima. Por essa passagem, eu diria que, sim, comprava. Acho que sim. Tomara que sim.

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.