Mixtapes

Não me entendam mal: eu pertenço à categoria de pessoas felizes com músicas em MP3, mas é claro que a passagem do mundo analógico para o digital nos fez perder um tanto de coisas boas. As capas de LPs são as mais óbvias, mas aqueles cassetes caseiros, com título e faixas identificadas com garranchos de BIC e canetinhas coloridas (e, no final, com fontes primitivas saídas de uma impressora matricial), são também daquelas coisas bacanas que vão para o museu das perdas a lamentar, embora inevitáveis. Com as imagens abaixo, Steve Vistaunet presta suas homenagens a essa artezinha perdida.

[Via Dangerous Minds]

c9c86a6d1130d66870d6689f76a7c921 40d68189327519ec1a11312a11feb625 8f61c7df69d5b6f41bbb1e715803b9db

Um comentário

  1. Garranchos de BIC e canetinhas coloridas, impressora matricial, e também — pelo menos eu fazia — recortes de revistas, e não só capas de álbuns ou fotos de bandas, mas também revistas de surf, de skate, os logotipos daquelas marcas jovens que gostávamos… Bons tempos, bons tempos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.