Oito capas para Moby Dick e uma questão

Como confessei faz umas semanas, alguns autores e temas são recorrentes por aqui. Entre os mais mais está Moby Dick, de Herman Melville, livro sobre o qual escrevi uma extensa matéria na BRAVO! em 2008, quando do lançamento de uma nova edição no Brasil (Cosac & Naify, 656 págs., R$ 119), e mais alguns posts (aqui, aqui e aqui, só para citar três exemplos).

E vamos a ele mais uma vez, nesta série de capas publicadas no último domingo no site do Sunday Book Review, do New York Times, ilustrando (mais uma) resenha de (mais outro) livro sobre o capitão Ahab e a baleia branca — Why Read Moby Dick?, de Nathaniel Philbrick (Viking, 119 págs, US$ 25). E como não existe a mínima hipótese de Melville se apresentar sem esquisitice, gente doida e mistério, reparem na última capa. WTF. Edição pueril para a juventude ou edição com zero de puerilidade, considerando certas suspeitas sobre a história?

7 Replies to “Oito capas para Moby Dick e uma questão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.