Frankenfont

Pra quem ainda não viu: Frankenfont é o nome de um projeto do escritório de design Fathon, que criou uma edição de Frankestein, de Mary Shelley, usando fontes de todo tipo, coletadas em documentos PDF achados na internet. O início do romance é formado pelas mais comuns (Helvetica, Arial, Times etc), depois vai descambando para as mais estranhas e grotescas. No total, foram selecionadas 55.382 “formas pictográticas” diferentes, para formar o universo de 342.889 letras do texto. Dá para comprar: US$ 25 a edição normal e US$ 40 a versão em capa dura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.