Na fronteira

Para fazer o vídeo, a alemã Saskia Kretzschmann se inspirou num trechinho de O Enterro Prematuro, um dos contos mais terríveis de Edgar Allan Poe: “As fronteiras que dividem a vida da morte são nebulosas e vagas. Quem pode dizer onde uma termina e outra começa?” Entra bem na cota dos posts que justificam o título do blog.

4 Replies to “Na fronteira”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.